PÓS GRADUAÇÂO EM IRARÁ

PÓS GRADUAÇÂO EM IRARÁ
ACEI

quinta-feira, 7 de julho de 2016

-feira, 6 de julho de 2016 BONDE DO MALUCO: SE O GOVERNO NÃO FAZ, TEM "NÓIS PRA FAZER PELA POPULAÇÃO" AVISA TRAFICANTES EM COSME DE FARIAS



A guerra entre traficantes das facções Bonde do Maluco e Comando da Paz continua no bairro de Cosme de Farias, apesar das ações pontuais da 58ª Companhia Independente, responsável pelo patrulhamento na região. Na noite desta terça (5 de junho), os marginais desfilaram armados e ordenaram toque de recolher para comerciantes e moradores. Tiroteios foram registrados e motociclista chegou a ser baleado.
Em contato com o Informe Baiano, um morador do bairro disse que os marginais que integram o BDM no bairro uniram forças com os comparsas do bairro da Polêmica de Brotas e estão fortemente armados. “Estavam ontem de noite esbanjando armas. Tão dizendo aqui no bairro que eles tomaram várias bocas de fumo do CP, já. Ontem a Polícia Militar invadiu várias ruas e quando saiu o pau comeu de novo”, afirmou.
Áudio
Um áudio foi disparado por um integrante da facção BDM – Bonde do Maluco em grupos de WhatsApp. O traficante afirma que seu nome é “Lucas Macarrinha” e que “se o Governo não faz, tem ‘nois’ pra fazer pela população”. Ele diz ainda que “o BDM chegou para trazer a paz para a comunidade” e que “cresceu dentro da favela”. Escute aí!
0

sexta-feira, 3 de junho de 2016

Grupo faz reféns e explode agências de banco e Correios em Santa Luzia

 
Uma agência do Banco Bradesco e uma dos Correios foram explodidas na madrugada desta sexta-feira (3) na cidade de Santa Luzia, sul do estado, segundo a Polícia Militar. Durante a ação, os criminosos fizeram cerca de cinco reféns, que foram liberados sem ferimentos. O bando conseguiu fugir em uma caminhonete e, até a manhã desta sexta, nenhum suspeito foi preso.
 
De acordo com a 62ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), que é situada no município de Camacan e atende Santa Luzia, sete homens armados participaram do crime. No banco, as explosões atingiram os caixas eletrônicos e, nos Correios, o cofre. Ainda não há informações sobre as quantias levadas.
 
 
A ação ocorreu por volta das 2h45. Os criminosos bloquearam a rua em frente à agência bancária com um carro de um dos reféns e também atiraram para cima. Não houve confronto com a polícia.
 
Segundo a PM, o grupo fugiu no sentido da cidade de Canavieiras com outro veículo de cor prata, com placa do Rio de Janeiro.
 

quinta-feira, 2 de junho de 2016

Operação da DRACO prende 14 suspeitos de tráfico em Feira e região; PM morto em confronto era suspeito de liderar o grupo


Policiais da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO), deflagraram a Operação Bakurim, em Feira de Santana, no Conjunto Penal deste município, e em Riachão do Jacuipe, nesta terça-feira (31). Durante o cumprimento dos mandados de prisão e de busca e apreensão, houve um tiroteio no conjunto João Paulo, que culminou na morte do soldado da Polícia Militar, Arlen Vinícius Pena Cruz, suspeito de participar de uma quadrilha envolvida no tráfico de drogas na região. A informação foi passada durante entrevista coletiva pelo delegado Jorge Figueiredo, do DRACO.
No presídio de Feira, a operação cumpriu mandados expedidos contra Marcio Novais Ferreira; Fabrício Luiz Soares de Oliveira e Edson Barreto Soares. Também foram presos,  Jerônimo Correia de Oliveira Júnior; Thiago José lima Santos, o ‘Tiago Grandão’; Renato Pires da Silva, ‘Renatinho’; Edjane da Silva Gomes, conhecida também como ‘Jane’ ou ‘Gorda’; Antônio Jonathas Nascimento dos Santos; José Ronaldo Alves de Oliveira; Mitchell Bezerra da Silva, ‘Michel’; Caique Vieira Ferreira Pinto; Antônio Carlos Ribeiro de Carvalho Junior; Amanda Evellyn de Oliveira Souza e Romilson de Jesus Souza, o ‘Toré’.
A operação contou com a participação de agentes do Centro de Operações Especiais (COE), e do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), e resultou ainda na apreensão dos seguintes veículos: uma Range Rover, um Peugeot 207, um veículo da Nissan, uma picape S10, um Ford Focus, um Gol e um Corsa, além da quantia de R$ 23 mil, duas pistolas calibres 380, um revólver calibre 38 e três porções de cocaína.
Durante a coletiva, o delegado Jorge Figueiredo, que coordenou toda a operação, informou que a investigação começou no mês de outubro do ano passado e identificou a participação de um policial militar, um policial civil e um ex-policial. Sobre o policial militar (foto), que morreu após reagir à voz de prisão, o delegado revelou que ele era o líder da organização criminosa. “Apesar de pouco tempo de polícia (cinco anos), ele já ostentava riqueza, a ponto de ter um Evoque (Range Rover), veículo de 250 mil reais”, afirmou Figueiredo.
Ainda de acordo com o delegado, o policial civil envolvido com o grupo era lotado em Riachão do Jacuipe e foi conduzido para a Corregedoria da Polícia Civil, em Salvador. Também foi preso um ex-policial militar, expulso da corporação por ter praticado um delito durante o exercício – não foi informado o motivo.

Blog Central de Polícia, com informações de Sotero Filho (Ronda Policial).

quarta-feira, 1 de junho de 2016

BAHIA EMPATA SEM GOLS COM O NÁUTICO E SAI VAIADO FA ARENA FONTE NOVA



O Bahia enfrentou o Náutico nesta terça-feira (31), em partida da quinta rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Foi a estreia do meia Renato Cajá diante da torcida tricolor na Arena Fonte Nova. No entanto, o encontro não foi dos melhores. O camisa 10 foi um dos atletas mais criticados do jogo e acabou vaiado ao ser substituído no segundo tempo. O jogo terminou empatado em 0 a 0.
O resultado frustrou os torcedores, que reclamaram do técnico Doriva chamando ele de burro no fim da partida. O primeiro tempo foi movimentado e dominado pelo Bahia, que teve as melhores chances do jogo. O Náutico só ameaçou com Rony, que desperdiçou uma chance sozinho com o goleiro Marcelo Lomba.
Na etapa final, a falta de pontaria do ataque tricolor tirou a paciência do torcedor, que criticou o comandante da equipe. Doriva mudou a equipe, mas os jogadores que entraram não conseguiram alterar o placar. A melhor chance do Bahia foi a falta cobrada pelo meia Juninho, que acertou o travessão. Na volta, o atacante Luisinho cabeceou para fora, irritando a torcida.
O Tricolor de Aço volta a jogar ainda nesta semana, na sexta-feira (3), na Arena Fonte Nova. Recebendo o Paysandu, o time tentará a volta ao G-4. Mesmo subindo uma posição, o Bahia segue fora do grupo de acesso e ocupa a 6ª posição na tabela, com oito pontos conquistados em cinco jogos.
O duelo teve transmissão da Rádio Metrópole com a equipe dos Campeões da Bola mesmo durante a exibição da Voz do Brasil. Através do aplicativo da Metrópole, o torcedor acompanhou todos os momentos do jogo desde o apito inicial às 19h15. A partida entre Bahia e Náutico contou com narração de Salomão Batista, comentários de Ruy Botelho e reportagens de Marinho Jr., Jota Zô e Cleidison Bonfim.
FICHA TÉCNICA
Série B - 5ª rodada
BAHIA x NÁUTICO
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Horário: 19h15
Data: 31/05/2016
Público: 8.662 pagantes 
Renda: R$ 127.564,50.
Árbitro: João Batista de Arruda (RJ); Auxiliares: Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ) e Daniel Vidal Pimentel (SE)
Bahia: Marcelo Lomba; Tinga, Jackson, Éder e João Paulo; Feijão (Danilo Pires), Juninho, Renato Cajá (Zé Roberto), Luisinho e Edigar Junio (Henrique); Hernane.
Técnico: Doriva
Náutico: Julio Cesar; Joazi, Eduardo, Rafael Pereira e Mateus Muller; Gastón Filgueira, Maylson (Hélder) e Bergson (Renan Oliveira); Rony, Jefferson Nem (Taiberson) e Rafael Coelho.
Técnico: Alexandre Gallo
Cartões Amarelos: João Paulo, Julio Cesar, Joazi, Rafael Coelho e Bergson. (Metro1)

terça-feira, 31 de maio de 2016

VÁZEA DA ROÇA: POLÍCIA PROCURA CRIMINOSO QUE ROUBOU AGENCIA DO BANCO DO BRASIL


Um homem armado invadiu a agência do Banco do Brasil de Várzea da Roça, município distante cerca de 290 km de Salvador. A ação, de acordo com a polícia, aconteceu por volta das 8h30min desta terça-feira (31 de maio), quando o gerente e outro funcionário que não tiveram os nomes divulgados tinham aberto o cofre para retirar o dinheiro que abasteceria os caixas eletrônicos da agência. O banco ainda não estava aberto para o público em geral, o que facilitou a ação do criminoso, que portava uma pistola.
O delegado Zennon Almeida informou que o assaltante entrou pelo fundo da agência bancária, rendeu as vítimas e conseguiu fugir levando o dinheiro. O gerente, o funcionário e dois seguranças prestaram depoimento na delegacia após o crime. A polícia fez buscas durante toda a manhã, mas ninguém foi preso. De acordo com o Sindicato dos Bancários da Bahia já são 36 ocorrências relacionadas a bancos em toda a Bahia, entre explosões, assaltos e tentativas.

Documento para guiar ‘cinquentinhas’ exigido a partir desta quarta, 1

A exigência por habilitação para conduzir as motos conhecidas como "cinquentinhas” começa a valer nesta quarta-feira (1) em todo o Brasil. Quem descumprir cometerá infração gravíssima, com multa de R$ 574,62 (o valor é multiplicado por 3) e apreensão do veículo.

Para guiar "cinquentinha" será preciso ter a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria A, para motos, ou a chamada ACC (Autorização para Conduzir Ciclomotores), um documento pouco conhecido do público e que tem baixíssima procura.

Segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), até o fim de fevereiro, havia apenas 678 ACCs emitidas no país contra mais de 25 milhões de CNHs na categoria A. O Nordeste concentra os emplacamentos das "cinquentinhas", mas, em Pernambuco, por exemplo, ninguém tirou ACC desde que ela foi liberada, há 8 meses.

Detrans de 9 estados disseram que ainda não emitiram ACCs porque não há autoescolas que ofereçam o curso ou pela falta de procura.

"As próprias autoescolas induzem ao usuário a tirar a habilitação A, dizendo ser mais atrativa”, afirma Charles Ribeiro, diretor do Detran de Pernambuco e membro da Associação Nacional dos Detrans. A CNH do tipo "A" permite guiar qualquer tipo de moto, enquanto a ACC é restrita aos ciclomotores, ou seja, modelos de até 50 cc.

Curso mais curto

Por outro lado, tirar a ACC é mais rápido, porque são exigidas menos horas-aula.

Mas a maioria dos Detrans cobra os mesmos valores para emissão de ACC e da CNH (veja ao fim da reportagem).
E nem todas as autoescolas estão prontas para dar o curso para ACC, admite Ribeiro, apesar de o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) ter adiado em 3 meses a aplicação de multa aos não-habilitados justamente para que os Centros de Formação de Condutores (CFCs) se preparassem.

O que é?

Documento emitido pelo Detran que permite rodar com as cinquentinhas, que são motos com motor de até 50 cc. Com a ACC, não é permitido guiar motos mais potentes.

Ela tem o mesmo visual da CNH: em todas as carteiras de habilitação existe um campo chamado ACC, que será preenchido (para quem tem a CNH ele costuma ter uma tarja preta).

Como obter?

O processo é semelhante ao da obtenção da CNH, com curso e provas teórica e prática.

Mas o curso de ACC é mais rápido. No caso das cinquentinhas, são 20 horas/aula no curso teórico e 10 horas/aula para a parte prática.

Enquanto isso, para tirar a habilitação A são necessárias 45 horas/aula de teoria e 20 horas/aula de prática.

É mais barata

Na maioria dos estados as taxas cobradas pelos Detrans para emissão da ACC têm os mesmos valores da emissão da CNH do tipo A.

Em alguns estados do Nordeste, como Pernambuco, as taxas são menores.

“Em Pernambuco, Paraíba e Alagoas estamos autorizando o condutor a usar o seu próprio ciclomotor no curso, o que também ajuda na questão de preço”, diz Charles Ribeiro, diretor do Detran de Pernambuco e membro da Associação Nacional dos Detrans.

Além do valor da taxa de emissão, que é fixado pelos Detrans, são cobrados ainda os cursos da autoescola e exames médico e psicotécnico.

Todos os estados estão emitindo?

Não. A maioria dos estados estão emitindo os ACCs, mas, mesmo aqueles que já estão aptos a fazer o documento declaram que a procura é muito baixa, como o caso do Detran-PE.

CNH (CARTEIRA NACIONAL DE HABILITAÇÃO)

Vantagens

Com a CNH da categoria A é permitido conduzir qualquer tipo de moto, enquanto a ACC é restrita às "cinquentinhas".

Por ser mais procurada e mais comum que a ACC, é mais fácil encontrar Centros de Formação de Condutores (CFCs) que ofereçam esse curso e todos os Detrans do país emitem esse documento.

Algumas autoescolas também fazem promoções para quem tira a CNH na categoria B (para carros) tirar também a de moto, por um custo menor.

Desvantagens

É preciso consultar o Detran do estado para saber se as taxas cobradas para CNH são maiores do que para ACC. Consulte também o valor cobrado pelas autoescolas, que não é tabelado.

Outra questão é que o curso para obter a carteira de habilitação é mais demorado, o que pode encarecê-lo: são necessárias 45 horas/aula de teoria e 20 horas/aula de prática. Para a ACC, são 20 horas/aula no curso teórico e 10 horas/aula para a parte prática.

Cerco às 'cinquentinhas'

Além da exigência de documentação, os condutores de "cinquentinhas" também estão sendo cobrados pelo licenciamento dessas motos. Até pouco tempo, uma grande parte delas rodava sem placa. Isso porque a legalização ficava por conta das prefeituras e muitas alegavam que não tinham como dar conta do serviço.

Em julho passado, o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) mudou a regra e determinou que os Detrans deveriam emplacar os ciclomotores. Por causa disso, os licenciamentos de "cinquentinhas" aumentaram 280% em 2015, na comparação com o ano anterior.

Veja a taxacobradas pelo Detran para emitir os documentos e quais têm ACC:

Bahia

Está expedindo ACC? Sim, mas ainda não houve procura
Taxa de emissão da ACC: R$ 158
Taxa de emissão da CNH categoria A (motos): R$ 132
Exame de avaliação psicológica: R$160
Exame médico: R$120
Licença de aprendizagem de direção de veículo: R$ 82

FONTE: G1 | Auto Esporte

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Morre Renan Ribeiro, ex-'The Voice', em acidente de carro em São Pauloģ

Renan Ribeiro, que participou da última edição do "The Voice Brasil", morreu na noite de domingo, 29, ao sofrer um acidente de carro na Rodovia João Tozella (SP-147), em Mogi Mirim (SP). Segundo a Polícia Civil, o cantor de 26 anos dirigia uma caminhonete Nissan Frontier quando colidiu com uma carreta. O acidente aconteceu por volta das 22h e o motorista da carreta não sofreu ferimentos. De acordo com ele, o cantor surgiu no sentido contrário e estava ziguezagueando na pista. O motorista alega ter tentado fazer sinal para Renan, mas os dois teriam jogado os respectivos veículos para o mesmo lado e colidido. O cantor estava sozinho no veículo. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local.
Nas redes sociais, os fãs de Renan lamentaram a morte e compararam a tragédia ao acidente que vitimou Cristiano Araújo. "Meu Deus. Um fim trágico igual o do Cristiano Araújo. Fico aqui me perguntando: por que os bons morrem cedo e de forma tão trágica?", escreveu um deles em uma página dedicado a Renan no Facebook. "Nossa... achava que ele lembrava o eterno Cristiano Araújo... triste notícia", comentou outro. "Ele se foi igual ao ídolo que ele tanto amava e tão jovem", postou mais um. "Meu Deus, que triste, tão parecido com Cristiano Araújo e morreu da mesma forma de acidente. Que Deus conforte a todos", escreveu outro fã.
Renan Ribeiro (Foto: Reprodução / Instagram)Renan Ribeiro (Foto: Reprodução / Instagram)

cACIDENTE NA RODOVIA FEDERAL BR-324 EM CANDEIAS, DEIXA VITIMAS

Um acidente entre um veículo de carga e um carro de passeio na BR-324, na altura do município de Candeias, região metropolitana de Salvador, deixou mortos nesta segunda-feira (30 de maio), de acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF). A polícia foi acionada por volta das 12horas. Equipes do Samu, Bombeiros, Via Bahia e da PRF estão no local. Há vítimas nas ferragens. De acordo com a PRF, os dois veículos bateram de frente após um deles invadir o canteiro central da via. 
O acidente aconteceu no Km 595, na altura do Posto Fiscal da Secretaria da Fazenda. A pista está parcialmente interditada por conta dos trabalhos das equipes de resgate no local.Motoristas que trafegam no trecho da rodovia, no sentido Feira de Santana - Salvador, encontram lentidão na região.A PRF informou que um desvio foi feito para agilizar o tráfego. (G1)

Morre vocalista do grupo Fundo de Quintal


O vocalista do grupo de samba Fundo de Quintal, Mario Sérgio Ferreira Brochado, de 58 anos, morreu na madrugada deste domingo (29). A morte foi anunciada nesta manhã pelo site da banda e suas páginas nas redes sociais.
Cantor Mário Jorge voltou ao grupo Fundo de Quintal (Foto: Luna Markman / G1 PE)Cantor Mário Jorge voltou ao grupo Fundo de Quintal (Foto: Luna Markman / G1 PE)
Segundo a produção da banda, ele estava internado havia uma semana em um hospital em Nilópolis, na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro, para fazer exames e estaria tratando um linfoma. Ainda não há informações sobre o velório.
O grupo era formado por Bira Presidente, Sereno, Ubirany, Ademir Batera, Mário Sérgio e Ronaldinho. Já gravou 32 álbuns, com 15 discos de ouro e quatro de platina. Nasceu do bloco carnavalesco Cacique de Ramos, no Rio de Janeiro, e é berço de artistas como Jorge Aragão, Sombrinha, Almir Guineto, Arlindo Cruz, Walter Sete Cordas, Cléber Augusto e Neoci.
 Mário Sérgio era compositor, cantor e cavaquinista, de acordo com o site Dicionário Cravo Albin da Música Brasileira. Ainda segundo a página, o músico era considerado um dos principais compositores Fundo de Quintal, sendo o autor de diversas composições como: "Alem dos Sonhos da Ilusão"; "Brasil Nagô"; "Menina da Colina"; "Ira de Hortelã", entre outras.
Em toda a carreira, Mário Sérgio participou, ao menos, da produção de 11 discos. Entre eles, "Fundo de Quinta - Cacique de Ramos", de 2002; no mesmo ano do CD "Jorge Aragão Ao Vivo"; "Papo de Sambe", de 2001; e "Simplicidade", do Fundo de Quinta, em 2000.
Comunicado do grupo Fundo de Quintal sobre a morte de um dos seus integrantes. (Foto: Reprodução/Fundo de Quintal)Comunicado do grupo Fundo de Quintal sobre a morte do vocalista (Foto: Reprodução/Fundo de Quintal)

Artistas lamentam a morte de Mário Sérgio
A morte do vocalista do grupo Fundo de Quintal, Mario Sérgio Ferreira Brochado, de 58 anos, neste domingo (29) fez sambistas prestarem homenagem pelas redes sociais neste domingo (29). Veja abaixo:
Thiaguinho: "Luto! Nosso amigo e referencia musical, se foi... Mário Sérgio (Fundo de Quintal), sentiremos saudades de você, mas suas lindas canções estão eternizadas aqui nos nossos corações... Muito obrigado por cantar em meu casamento... Muito obrigado pela companhia em Buenos Aires... E, pode ter certeza, vou terminar aquela canção que estávamos compondo... Estou muito triste! Sou muito fã! Vai com Deus, Marião!"
Mumuzinho: "O samba está em luto e o céu em festa. Um grande homem, um grande intérprete, um grande poeta. Sinceros sentimentos á toda família. Descanse em paz, Mario Sergio."
Zeca Pagodinho: "Eu gravei duas ou três músicas deles. [A morte] Pegou de surpresa. Inclusive, fizemos um show no mês passado, no Cacique de Ramos. Era um grande músico, grande cara, gente boa. É a vida que segue."
Xande de Pilares: "Mário Sérgio foi um grande amigo! Foi um exemplo! Tivemos várias histórias no carnaval da Bahia , no pagode da tia Gessy , no próprio Cacique [de Ramos], em São Paulo... Nossos últimos momentos foram no carnaval de Salvador e no último DVD do Fundo de Quintal, no Circo Voador."

Com gol de Kieza, Vitória escapa de derrota para o Galo na Fonte Nova Domingo,

 
Em busca do segundo triunfo no Campeonato Brasileiro, o Vitória avabou ficando no empate neste domingo (29), contra o Atlético-MG. Sem Marinho e Tiago Real, lesionados, além do lateral-direito Norberto, suspenso. Mancini, então decidiu voltar com Vander que havia sido expulso contra o Corinthians, e deu oportunida para o lateral Maicon Silva e o atacante Deivid.
 
As mudanças não tiveram bom resultado e a torcida ficou na bronca no primeiro tempo. Com a defesa cometendo os mesmos erros de posicionamento desde os últimos jogos, o Galo chegava com facilidade na troca de passes. O time foi para o intervalo amargando o placar de 1 a 0, gol marcado por Patrick. 
 
O time começou o segundo tempo com duas mudanças. Dagoberto no lugar de Deivid, e a saída de Leandro Domingues, para entrada de Flávio. Ainda com problemas, o time tentava na base da vontade. Após muita luta e entrega dos atletas, o empate veio com Kieza, aos 33, evitando a derrota em casa. Independente do resultado, ficou a lição de que a equipe precisa de contratações, se quiser almejar algo mais na temporada.
 
O JOGO
 
O Atlético-MG iniciou indo para cima do Vitória. Com dois minutos de jogo, Patrick chutou para boa defesa de Fernando Miguel.  
 
Aos 4, ainda com o Atlético no campo do time rubro-negro, o Vitória puxou contra-ataque rápido pelo lado esquerdo. Após passe de Kieza, Diego Renan acertou a trave.
 
Aos 6, Kieza foi lançado no meio da defesa do Atlético, mas acabou sendo atrapalhado pela defesa na hora do arremate. Victor defendeu. 
 
Com o jogo equilibrado, o Vitória seguia sendo mais objetivo, enquanto o Galo tinha mais posse de bola. Com 12 minutos, falta de fair play por parte dos jogadores do time mineiro. O atacante Pablo não devolveu a bola, e Diego Renan cometeu falta. Resultado: Cartão amarelo para o lateral rubro-negro. 
 
Aos 19, Pablo chutou da entrada da grande área, para defesa de Fernando Miguel. Em seguida, aos 20, Rafael Carioca recebeu amarelo por cotovelada em Leandro Domingues. O meia do Vitória teve que fazer um curativo para voltar pro jogo. 
 
Com 29 minutos, Carlos girou em cima do zagueiro Ramon e bateu cruzado. A bola foi pra fora. 
 
Aos 34 e 35 minutos, respectivamente, cartões amarelos para Lucas Cândido por falta em Vander, e Maicon Silva, por falta em Patrick.
 
O primeiro gol veio aos 36. Num cruzamento rasteiro da direita, Patrick chutou de primeira, a bola desviou na zaga rubro-negra e o goleiro aceitou. Atlético-MG 1 a 0.
 
Aos 44, vaias para o lateral Maicon Silva, após se atrapalhar completamente em jogada pela direita. 
 
 
SEGUNDO TEMPO 
 
O técnico Vagner Mancini fez duas alterações para a segunda etapa. Promoveu a entrada de Dagoberto no lugar do Deivid, e a Flávio no lugar de Leandro Domingues. 
 
E logo após o apito do juiz, o Atlético quase fez o segundo gol. Cruzamento na área e por pouco o atacante Carlos não completou.  
 
Aos 7, Diego Renan cobrou falta que levou muito perigo a meta do goleiro Victor. A bola tocou na rede pelo lado de fora. Antes disso, o Atlético-MG continuava dominando as ações do jogo.  
 
Com 8 minutos, Amaral levou cartão amarelo após cometer falta em Edcarlos. 
 
Aos 11, Fernando Miguel salvou duas vezes o Vitória nos chutes do Patrick e do Pablo. A defesa continuava sofrendo bastante. 
 
Dagoberto tentava dar uma movimentação melhor ao meio campo do Leão. Aos 12, o atacante fez bom lançamento para Flávio, que acabou desarmado na hora da finalização.   
 
Aos 24, cartão amarelo para Edcarlos. Aos 30, foi a vez de William Farias. 
 
Aos 27, Marcos Rocha cruzou rasteiro e Fernando Miguel espalmou. No rebote, a zaga do Vitória tira consegiu evitar a conclusão de Carlos. 
 
Aos 33, Kieza balançou a rede após ser lançado. 1 a 1.
 
Aos 42, Capixaba levou amarelo, e aos 45, Figureredo. 
 
 
Ficha Técnica
 
Brasileirão Série A - 4ª rodada
Vitória x Atlético-MG
Local: Fonte Nova , às 16h
Arbitragem: Rodolpho Toski Marques (PR), auxiliado porEduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Ivan Carlos Bohn (PR).
 
Vitória: Fernando Miguel, Maicon Silva, Victor Ramos, Ramon e Diego Renan; Amaral, Willian Farias, Leandro Domingues,  Vander, David e Kieza. Técnico: Vagner Mancini.
 
Atlético-MG: Victor, Marcos Rocha, Edcarlos, Tiago e Pablo; Leandro Donizete, Lucas Cândido e Rafael Carioca; Patrick, Carlos e Hyuri. Técnico: Marcelo Oliveira

Um Acidente envolvendo uma moto e uma bicicleta deixa motociclista sem vida, filho e mulher feridos

Mais um acidente com vítima fatal ocorreu no início da noite deste domingo (28), no trecho conhecido por Curva do Açougue Velho, próximo ao sítio de Carneiro, zona urbana de Irará, por volta das 18h20 min.

O acidente aconteceu entre uma motocicleta e uma bicicleta, conforme informações de populares no local ao blog Vitor moraes Irará,    Martins Francisco dos Santos, 48 anos de idade trafegava na BA-504, com a sua esposa Nilzete Figueiredo Bispo, e o filho Douglg quando chocou-se com uma bicicleta que trafegava em sentido contrário, conduzida por Gilberto Souza de Lima, 56 anos. Devido o forte impacto o condutor da motocicleta foi arremessado contra o solo tendo chocado a cabeça e de mais membros sobre a pista, assim como os demais passageiros.

Todos foram encaminhados para o Pronto Socorro da Maternidade local, onde foram medicados pela equipe médica de plantão. Martins Francisco não suportou a gravidade dos ferimentos foi a óbito no Pronto Socorro da Maternidade, a criança foi encaminhada para a cidade de Feira de Santana devido inspirar cuidados a sua saúde. Nilzete e Gilberto após serem medicados, ficaram sob observação médica e não correm risco de morte.

O corpo de Martins Francisco dos Santos, aguarda o recambiamento para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) da cidade de Feira de Santana, para ser necropsiado. Policiais Militares estiveram no local para a confecção da ocorrência. As vítimas foram levadas para o Hospital na ambulância do município. 

Tradutor